Em Taquaritinga (SP): Cidade completa um ano do primeiro óbito por Covid-19

O domingo (27) marca um ano da primeira morte confirmada por Covid-19 em Taquaritinga/SP. A vítima faleceu na Santa Casa e deu início aos boletins com números de vítimas fatais pela doença, que já acometeu mais de 170 pessoas.

Naquela manhã de sábado, a Secretaria da Saúde havia notificado 54 casos positivos em pouco mais de três meses de pandemia; 7 estavam em tratamento e 43 já eram considerados curados. Duas pessoas estavam internadas na enfermaria do hospital e uma na Unidade de Terapia Intensiva. Além disso, 5 moradores aguardavam o resultado do exame laboratorial. 

Nos últimos doze meses, os moradores convivem com o alto contágio pelo novo Coronavírus. Até ontem (26), o município contabilizava quase seis mil infectados sintomáticos – o equivalente a 10% da população local.

Mesmo com o avanço da vacinação, os idosos ainda são a maioria das vitimas fatais: 107 pessoas que faleceram tinham 60 anos ou mais. Além disso, 55% eram homens e 45%, mulheres.  

A cidade levou 274 dias entre a primeira e a centésima morte. Depois da marca, contabilizada em Março, o município viveu uma das piores fases da pandemia enquanto festas, aglomerações e descumprimento dos protocolos sanitários ainda eram flagrados. O mês também foi o mais letal, com 35 mortes.

O boletim de sábado (26) mostrou a confirmação de novos casos da doença, elevando o total para 5.511. No momento, 226 moradores fazem o tratamento contra o vírus e outros 11 aguardam o resultado do exame.

O total de mortes subiu para 173. A Vigilância Epidemiológica faz o monitoramento domiciliar de 304 pessoas que tiveram contato próximo com casos suspeitos, viajantes e casos leves de síndrome gripal.

A Santa Casa atende 17 pacientes em enfermaria e 9 na Unidade de Terapia Intensiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *