19,1% dos eleitores em Taquaritinga (SP) não fizeram o cadastro da biometria; prazo para regularizar título começa nesta terça-feira

Mesmo depois de um período de vinte e quatro meses dedicado ao cadastramento da biometria em cartórios eleitorais de diversas cidades do Brasil, muitos eleitores não cumpriram o prazo e tiveram seus títulos cancelados.

Shadow
Slider

Em Taquaritinga (SP), não foi diferente. Durante os últimos dias, a população interessada chegou a enfrentar filas de até quatro horas para conseguir atendimento e, mesmo com o esforço dos funcionários, não foi possível atender toda a demanda.

No total, 19,1% dos eleitores aptos a votarem em uma das seções da 139° Zona Eleitoral foram penalizados com a perca do direito do voto. Sendo assim, o cadastro biométrico foi efetuado por 80,9% dos eleitores em geral e, com o término do prazo, a porcentagem positiva de cada município que integra a comarca eleitoral da cidade finalizou da seguinte forma: Taquaritinga – 80,2%; Cândido Rodrigues – 88,9%; Fernando Prestes – 87,8% e Santa Ernestina – 95,6%.

Já nesta terça-feira (7), primeiro dia para a regularização do título em Taquaritinga (SP), a fila contava com cerca de 50 pessoas e a grande maioria delas não havia feito o agendamento prévio exigido para a efetuação do serviço. O atendimento está sendo feito sob o cumprimento da ordem dos agendamentos; portanto, a pessoa que está na fila mas não tem horário marcado será atendida caso haja desistência ou falta de algum eleitor no dia. 

O eleitor que perdeu o prazo e quer regularizar a situação a tempo de votar nas eleições municipais deste ano deve agendar a visita no Cartório Eleitoral entre os dias 7 de Janeiro e 6 de Maio pelo site http://www.tre-sp.jus.br/eleitor/agendamento-titulo-eleitoral-3 . Durante o atendimento, será feito o cadastro da biometria, bem como a coleta de fotografia e atualização dos dados. É preciso levar documento original de identificação com foto, comprovante de residência emitido nos últimos três meses e título eleitoral, caso tenha. Não será cobrada nenhum tipo de taxa para a regularização do documento.

Lembrando que, sem o título eleitoral, não é possível emitir passaporte ou documento de identidade, além de fazer matrícula em instituições de ensino, dentre outras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *