Jovens são detidos pelo Conselho Tutelar de Taquaritinga (SP) acusados de permitirem entrada de adolescentes em festa open bar

Seis pessoas foram detidas na noite de quarta-feira (19), véspera de feriado, acusadas de permitirem a entrada de adolescentes em uma festa open bar feita em uma casa de shows localizada na Avenida Savério Salvagni, no Jardim Bela Vista, em Taquaritinga (SP).

Segundo as informações do boletim de ocorrência, o Cabo Antônio e o Cabo Odirlei, integrantes da Polícia Militar, foram acompanhar a equipe do Conselho Tutelar na fiscalização de uma festa que não possuía alvará para a permissão de entrada de jovens menores de 18 anos. A ação ocorreu ás 22h30.

Logo na entrada, duas adolescentes, de 14 anos (residente em Jaboticabal) e 15 anos (residente em Monte Alto), aguardavam no lado externo do prédio para entrarem na festa, portando os ingressos que acabavam de adquirir no estacionamento do local. Já do lado interno, três jovens (um de 16 e dois de 17 anos) foram encontrados pelos Conselheiros enquanto consumiam bebida alcoólica. Todos são da cidade de Jaboticabal (SP).

Um bebê de 1 ano também estava no local, acompanhando seus pais enquanto ambos trabalhavam no evento. Ao ser questionado, o pai do menino disse que estava trabalhando na portaria e sua esposa estava o acompanhando. Que, mesmo residindo no município, ambos não tinham com quem deixar a criança.

O proprietário do imóvel foi encontrado e confirmou a inexistência de alvará para o local, enfatizando que os organizadores da festa foram cientificados de tal situação.

Os acusados são: uma jovem de 21 anos, moradora de Monte Alto, dois rapaz de 23 e 25 anos, moradores de Taquaritinga e um rapaz de 25 anos, morador de Jaboticabal. Um idoso, de 62 anos, morador de Barrinha, qualificado como ajudante de motorista, também foi relacionado na ocorrência. Todos foram apresentados no plantão policial junto com os cinco adolescentes apreendidos no evento.

Em depoimento, eles disseram que os jovens não estavam participando da festa; eles apenas aproveitaram o tumulto que foi causado no local com a chegada das autoridades para entrarem no imóvel. Essa versão foi totalmente discordada pelos integrantes do Conselho Tutelar, que alegaram que, de fato, os jovens estavam no evento. Inclusive, um ônibus Mercedez/Bens, com placas de Barrinha (SP) foi alugado pelos acusados para trazer os jovens até a festa. O coletivo saiu da referida cidade, passando também por Jaboticabal (SP) e Monte Alto (SP).

Os jovens foram ouvidos e, posteriormente, liberados para os seus responsáveis legais, que compareceram no Plantão Policial para tomarem ciência dos fatos.

Os organizadores também acabaram sendo liberados, mas o caso será apurado pelas autoridades competentes.

_________________

Foto: Ilustrativa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *