Em Taquaritinga (SP): ‘Pare Fácil’ já registrou cerca de dez agressões contra funcionários por motoristas que descumprem normas e não aceitam notificações

Desde que foi implantado nas ruas centrais de Taquaritinga (SP), os funcionários do estacionamento rotativo ‘Pare Fácil’ sofreram, ao menos, dez agressões (físicas e verbais) de motoristas que descumprem normas e não aceitam notificações.

Shadow
Slider

Os números impressionam, mas as situações são ainda mais preocupantes. Além das ocasiões em que os fiscais se machucaram por conta das agressões físicas, houve episódios em que eles foram ameaçados, provocando assim, uma sensação de insegurança enquanto estão cumprindo o expediente de trabalho. 

“Muitos reclamam da advertência quando estacionam o veículo pelas ruas que fazem parte do sistema sem pagarem pela tarifa ou acionarem o aplicativo. A orientação para nossos colaboradores é de sempre manter a calma e, em hipótese alguma, revidar a agressão, mas é uma situação que está ficando insustentável para nós”, diz a diretora e representante do Pare Fácil na cidade, Marta Luz.

Os episódios envolveram injúria e difamação e, em sua maioria, são direcionados para os agentes do sexo feminino. Quando há interesse, a empresa oferece respaldo jurídico necessário para que haja a representação na forma da Lei, ficando a critério da vítima em prosseguir com o caso na Justiça.

Em nota, a Polícia Civil relata que alguns dos casos foram registrados em boletim de ocorrência e seguem sendo apurados; os agressores identificados devem ser ouvidos pelas autoridades em tempo oportuno.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *