Em Taquaritinga (SP): Menino deixa cabelo crescer para doá-lo ao Hospital de Amor

Praticar a generosidade de todas as formas possíveis é o lema do pequeno Leonardo Henrique Polesi, de apenas 11 anos. O taquaritinguense, sempre engajado em campanhas solidárias, vive arquitetando atitudes que possam beneficiar o próximo de alguma forma.

A última delas foi bem significativa; o menino deixou seu cabelo crescer por cerca de três anos para poder doá-lo ao Hospital do Amor de Barretos, para a confecção de perucas destinadas às crianças em tratamento contra o câncer. A ideia partiu de sua mãe, a advogada Gabriela Soares, durante um comentário sobre o projeto que ocorre em uma das alas do hospital.

“Eu gostei muito porque gosto de fazer as pessoas felizes. Não sei explicar; é um sentimento muito bom. É muito bom saber que fiz alguém sorrir”, disse Léo em entrevista ao Jornal Tribuna.

Foram meses driblando a pressão social, familiar e até escolar para manter o crescimento do cabelo até atingir o seu objetivo. “Muitas pessoas falavam para ele cortar, pois o cabelo já estava grande e ele parecia uma menina. Na escola também pediram, pois ás vezes o cabelo atrapalhava durante as atividades físicas. Graças a Deus ele não deu atenção aos comentários e conseguiu deixar crescer até o comprimento suficiente para a doação”, relatou a mãe.

Em 21 de Agosto, as mechas foram cortadas em um salão da cidade e entregues para a presidente da AVCC, Estela Gomes, que direcionou a doação para a confecção do acessório em Barretos. A família mantém o contato com a entidade e gostaria de ver o trabalho quando ele for finalizado, para que o menino veja o resultado de sua generosidade e persistência.

Leonardo dias antes de cortar o cabelo e, na segunda imagem, com as mechas nas mãos. Doação foi destinada ao Hospital do Amor, para a ala que confecciona perucas às crianças em tratamento contra o câncer

Além de poder ajudar os pacientes em um momento emocionalmente vulnerável, o garoto espera inspirar outras pessoas a terem atitudes como esta. “Para mim, o importante é fazer algo que faça os outros felizes, não importa o que seja”, finaliza.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.