Em Taquaritinga (SP): Bailarina formada na ETAM retorna à escola para oferecer capacitação em técnica internacional de Dança Moderna

A Escola Técnica de Artes Municipal de Taquaritinga (ETAM), reconhecida nacionalmente por formar excelentes profissionais do meio artístico, está contando com o auxílio de uma ex-aluna que retornou à cidade para passar o conhecimento adquirido no exterior. Ana Carolina Lofrano (26 anos) está na escola à frente de um treinamento sobre a técnica de Martha Graham; uma modalidade da Dança Moderna pouco encontrada no Brasil.

Em entrevista ao Jornal Tribuna, a bailarina conta que, inicialmente, a proposta do curso era direcionada somente aos alunos; entretanto, o maior interesse pela vertente partiu dos professores. Junto com a equipe coordenadora, a taquaritinguense decidiu estender a capacitação para os docentes.

“O objetivo é transmitir instrumentos desta modalidade americana para a montagem de coreografias, além de realizarmos a releitura de algumas peças da artista. Também estou trabalhando com foco na criação de um espetáculo baseado, exclusivamente, na técnica”, relatou. 

Destinada para bailarinos que já tiveram contato com a Dança Moderna, a ‘Técnica de Graham’ é o nome da modalidade desenvolvida pela bailarina norte-americana Marta Graham, que rompe as rígidas convenções do balé e foca em movimentos que compreende uma profunda relação entre ‘respiração, movimento e extensão’, produzindo um corpo expressivo, visceral e poético. “É uma dança em que o bailarino sai muito do chão. Dançamos descalços e o alto esforço que exercemos reflete em passos mais leves. É o que chamamos da ‘clareza do corpo’; quando conseguimos reproduzir os movimentos em perfeita simetria”, esclarece. No Brasil, Ana Carolina é uma das poucas profissionais certificadas pela escola de Nova York.

Bailarina formada pela Universidade Anhembi Morumbi, a taquaritinguense teve o primeiro contato com a dança na ETAM, quando iniciou suas aulas ainda criança. Aos 17 anos, conquistou o primeiro diploma no Técnico em Dança. Antes de mudar para a capital paulista, ela chegou a frequentar companhias em São Carlos e Ribeirão Preto, até receber a notícia da aprovação no vestibular.

Os palcos sempre encantaram a bailarina; porém, a paixão pela dança ia muito além das apresentações. “Amo dançar, mas percebi que também gostava de ensinar. Para dar aulas, não basta saber a técnica, é preciso saber como transmitir o seu conhecimento. Optei por fazer a faculdade exatamente para isso, para aprender a ensinar”, revela.

Ás vésperas da graduação, a taquaritinguense viajou para Nova York para participar de um curso de férias na escola de Martha e acabou se encantando pela técnica. “Conheci a modalidade ainda na ETAM, através da professora Denise Loscilento. Durante a faculdade, busquei mais conhecimento sobre ela e, nas férias de Julho de 2017, fui até a escola para obter a certificação em um curso rápido. Eu queria ter ficado para me aprofundar ainda mais, mas tive que voltar para apresentar meu TCC”, disse.

A bailarina Ana Carolina Lofrano, de 26 anos. Formada pela escola de Marta Graham, em Nova York, um dos desejos da taquaritinguense é incluir a técnica no leque de cursos oferecidos pela ETAM

Ana concluiu a faculdade enquanto programava a mudança para o país americano. Em Janeiro de 2018, viajou novamente, já matriculada no curso de Especialização, que durou três anos.

De volta à Taquaritinga, a bailarina também ministra aulas online em três escolas do Brasil e um de seus desejos é despertar o interesse pela técnica no maior número de artistas possíveis, se transformando em uma ponte para que mais pessoas possam se profissionalizar. “Tenho a expectativa que possamos incluir a modalidade no leque de cursos oferecidos pela ETAM. Assim, posso contribuir para que a escola seja colocada em um patamar ainda maior do que já ocupa”, finaliza.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.