Abertura da Baldan em Taquaritinga (SP) gera protestos do Sindicato dos Metalúrgicos em Matão (SP)

Uma manifestação de funcionários da Baldan, em Matão (SP), chamou a atenção de quem passava pela frente da empresa na manhã desta sexta-feira (29). O protesto foi feito após a diretoria da indústria confirmar a instalação de uma unidade da empresa na cidade de Taquaritinga (SP).


Segundo a imprensa matonense, a mobilização começou por volta das 6h30 e contava, inicialmente, com a participação de inúmeras pessoas e representantes do Sindicato dos Metalúrgicos que instalaram um palanque e discursaram através de microfones.


Segundo o presidente do sindicato Edivaldo Carlos Pinho, os funcionários estão insatisfeitos com a decisão da empresa em investir em outra cidade depois de demitir mais de 100 pessoas em Matão (SP). Outra queixa do sindicato é a pendência do PLR (Participação nos Lucros e Resultados), direito que seria assegurado aos trabalhadores por Convenção Coletiva, mas ainda não resolvido.


A equipe de jornalismo do Jornal Tribuna teve acesso a um comunicado interno dirigido aos funcionários da Baldan em 26 de Março deste ano, em que a indústria informa a seus funcionários que não está se mudando integralmente para Taquaritinga (SP), onde apenas será instalada uma unidade para a fabricação de peças “mancais”, mas continuará gerando empregos nos dois municípios.

As informações extraoficiais esclarecem que a decisão foi tomada depois que um incêndio atingiu um dos barracões da empresa em 2018. A reconstrução do galpão destruído pelo fogo seria inviável financeiramente para a empresa, que recebeu uma excelente oportunidade para migração do departamento de montagem de mancais para Taquaritinga (SP).

Shadow
Slider

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *