Aluno suspeito de planejar ataque na Etec de Taquaritinga (SP) pede afastamento da instituição

O aluno envolvido no episódio de um suposto ataque na Etec “Dr. Adail Nunes da SIlva”, em Taquaritinga (SP) no início desta semana, optou por seu afastamento da instituição. Ainda não se sabe se a decisão é provisória ou definitiva.

O rapaz tem 20 anos e reside na cidade de Guariba (SP). Ele é apontado como um dos autores da ameaça do possível planejamento de massacre que estava marcado para segunda-feira, dia 6 de Maio de 2019. Depois que seus colegas de classe do primeiro período do curso técnico de Agroindústria tomaram conhecimento de publicações feitas pelo jovem, dando indícios de que um tiroteio poderia ocorrer na manhã do referido dia, a diretoria da Etec acionou a equipe da Polícia Militar, que deu todo o suporte necessário e esteve presente na recepção dos alunos para o expediente escolar. Entretanto, ninguém compareceu na escola.

Publicações feitas pelo jovem assustou seus colegas de classe, que informaram a direção da Etec sobre um possível planejamento de ataque na instituição

Procurada, a Assessoria de Imprensa do Centro Paula Souza emitiu uma nota, descrevendo as providências que foram tomadas sobre o referido caso:

“A Assessoria de Comunicação do Centro Paula Souza informa que a direção da Etec de Taquaritinga (SP) registrou o Boletim de Ocorrência na segunda-feira (6) ao tomar conhecimento, pelas redes sociais, de uma suposta ameaça à unidade. O autor da mensagem pediu desculpas pelo “mal entendido” e solicitou o seu afastamento da escola. No momento, as atividades ocorrem normalmente na Etec. A unidade conta com o apoio do Centro de Atenção Psicossocial de Taquaritinga para auxiliar alunos com problemas relacionados a preconceito, bullying e depressão. Também está sendo organizada uma palestra para orientar os professores sobre o tema”.

Conforme consta no comunicado, as atividades na instituição de ensino já foram normalizadas.

Slider

Deixe uma resposta