Secretaria de Saúde e DEMCOVE dizem que apoio da população é essencial para evitar nova epidemia de dengue em Taquaritinga (SP)

Os números não deixam dúvida que 2019 foi um dos piores na incidência da dengue em Taquaritinga; cidade com maior número de casos registrados na região de Araraquara (SP). De acordo com a Secretaria de Saúde e o Departamento Municipal de Controle de Vetores (DEMCOVE), entre diagnósticos confirmados e prováveis, estima-se que quase quatro mil pessoas adoeceram por conta da doença neste ano. Além disso, foram registrados sete óbitos em decorrência da dengue; cinco moradores do município e duas pessoas da região acabaram falecendo na cidade por conta da gravidade do quadro clínico. A região em que se mais encontrou focos do mosquito e pessoas foram contaminadas foi a do Jardim Laranjeiras.

Shadow
Slider

Diante dessa epidemia assustadora, os departamentos públicos responsáveis pedem o apoio da população no combate ao mosquito Aedes Aegypti. A mobilização social é uma das principais apostas para controlar a transmissão feita pelo mosquito e, para que todos se engajem nesta luta, foi lançada a campanha  municipal ‘O que você já fez hoje para combater a dengue?’. 

A ação terá foco na colaboração das pessoas para que períodos assim não se repitam. “É impossível fazermos a prevenção e o combate do mosquito sozinhos; precisamos, urgentemente, contar com toda a população da cidade”, afirma o secretário municipal de saúde, José Fonseca Neto em entrevista no programa ‘Canal Um É Notícia’.

Com a possibilidade de que esse quadro se agrave no próximo ano, a intensificação do trabalho começou mais cedo. Atualmente, o DEMCOVE conta com quatorze agentes que, diariamente, se esforçam para inibir a proliferação do mosquito da dengue na cidade. A cooperação dos taquaritinguenses é decisiva para a eficácia da ação, já que a maioria dos criadouros está dentro dos imóveis. 

(Foto: Google)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *