Pneumologia é a especialidade mais procurada por pacientes pós-Covid em Taquaritinga (SP)

Ao contrário do que muitos pensam, a Covid-19 não dura ‘apenas’ quatorze dias. O equívoco em algumas situações se origina quando os pacientes que foram infectados com o vírus são intitulados como ‘curados’ assim que o período de transmissão se encerra – tempo em que a pessoa se isola até a inativação da carga viral no organismo.

Muitas pessoas ainda carregam os vestígios do vírus e sentem a saúde debilitada mesmo depois da quinzena de luta contra a doença. A boa notícia é que as sequelas deixadas pela enfermidade são, na maioria das vezes, reversíveis e podem cessar com acompanhamento médico adequado.

Segundo os dados da Secretaria de Saúde de Taquaritinga (SP), a Pneumologia é a especialidade mais procurada pelos moradores após o contágio da doença. As queixas mais comuns são dispinéia (falta de ar), cansaço, tosse, fibroses pulmonares, enfizemas e lesões mais permanentes, principalmente por pacientes que ficam internados, seja em enfermaria ou UTI.

De acordo com a pneumologista da rede pública de Saúde, dra. Renata Almeida, os pacientes que a procuram pós-Covid apresentam perfis variáveis. “Os mais acometidos que, no ano passado, eram vistos como pessoas idosas ou com doenças associadas, hoje já são uma população bem mais jovem; alguns com comorbidades, mas muitos deles são completamente saudáveis”, disse em entrevista ao Jornal Tribuna.

 A duração do acompanhamento gira em torno de um a seis meses e evolui com uma melhora quase que completa. Na maioria dos casos, as sessões de Fisioterapia Respiratória e Motora são indicadas e apontadas pela profissional como o grande diferencial na recuperação do paciente. Em casos graves o processo de recuperação é mais demorado, mas também com resultados satisfatórios.

“A maioria retoma a vida normal, mas ainda é cedo para afirmar que o organismo volta exatamente igual ao estado pré-doença. Os pacientes estão se recuperando e, aparentemente, voltarão a uma vida muito próxima do que tinham antes. Não preconizo os tratamentos, pois cada pessoa reage de uma forma ao vírus e exige uma abordagem diferente, tanto no momento em que está ativo quanto na recuperação. Não há como estabelecer protocolos engessados. Cada paciente merece atenção individualizada”, enfatiza.

De uma maneira geral, tendo sido internada ou não, todas as pessoas que passaram pela enfermidade são orientadas a procurarem um pneumologista para realizarem uma avaliação do quadro de saúde. “Se houver necessidade, o médico também fará o encaminhamento para outras especialidades, pois a Covid-19 não é uma doença exclusivamente do sistema respiratório. Ela também pode comprometer o sistema cardíaco, causar queda de cabelo ou sintomas neurológicos persistentes. É uma doença complexa que merece acompanhamento de várias especialistas”, esclarece.

A sensação de segurança das pessoas que passaram pelo vírus e acreditam estar completamente imunes também é afastada pela médica; por isso, ela mantém as orientações de higienização das mãos, uso de máscara e distanciamento social, pois já se deparou com relatos de pacientes que se reinfectaram por exposição fútil. “As novas variantes mostram que o vírus está tentando se adaptar a todas essas formas de prevenção. Precisamos manter o cuidado mesmo após ter vencido a doença”, finaliza.

Dra. Renata é médica formada pela Pontifícia Universidade Católica (PUC), com residência em Clínica Médica pelo Hospital de Base da Faculdade de Medicina de Catanduva (FAMECA) e especialização em Pneumologia pela Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP). Atualmente, realiza atendimentos no AME de Taquaritinga, Hospital Unimed de Monte Alto e possui consultório particular em ambas as cidades. Ao lado do marido, o fisioterapeuta dr. Bruno Brandt, tem dedicando toda a rotina para pacientes do Covid-19. “Cansativo, mais muito gratificante. Temos certeza que nosso trabalho faz a diferença na vida das pessoas”, finaliza.

O consultório da pneumologista em Taquaritinga fica na Interclínicas, localizada na Avenida Paulo Roberto Scandar, número 577, no centro da cidade. Em Monte Alto, ela atende na Clínica Pró-Saúde, no endereço Av. Marechal Deodoro da Fonseca, 1104, Jardim Paraíso.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *