Mãe e filha são presas acusadas de matarem policial em Araraquara (SP)

Um homem, parente das mulheres, também teria participado do crime, mas ainda está foragido; crime seria passional

Policiais civis da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Araraquara (SP) prenderam, na tarde desta terça-feira (4), duas mulheres, mãe e filha, suspeitas de envolvimento direto na morte do cabo da Polícia Militar, Elias Matias Ribeiro, de 49 anos. Um homem, irmão de uma das acusadas, foi quem teria dado o golpe certeiro enquanto o militar dormia. Ele está foragido.

Shadow
Slider

Ambas teriam tido um relacionamento recente e informal com o PM. Elas estão sendo ouvidas na delegacia.

Atualmente, Cabo Matias trabalhava como motorista do Tenente-Coronel Adalberto Ferreira, que já atuou como comandante da Polícia Militar de Taquaritinga (SP).

 

A notícia da morte de Matias abalou toda a corporação da Polícia Militar nesta terça-feira (4). Durante a madrugada, o carro do policial foi encontrado em chamas no canavial da vicinal que liga a Rodovia Antônio Machado Santana (SP-255) quase na divisa entre Araraquara e Américo Brasiliense. O corpo que estava dentro do carro, possivelmente do policial, foi levado para São Paulo para ser submetido a exames complementares. Ainda não existe qualquer informação relativa a velório.

 

(Com informações: ACidadeOn)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *