Juntos, ‘Hospital Esperança’ e ‘Espaço Holístico Rancho de Luz’ realizam mais de 20 mil atendimentos em 2019

O Hospital Holístico ‘Esperança’ realizou cerca de 5 mil atendimentos em 2019, contando com a presença de pessoas da cidade e de toda a nossa região que buscaram a cura para doenças físicas e emocionais. Mantidos com a ajuda de mais de cem voluntários do Espaço Holístico ‘Rancho de Luz’, os locais contabilizaram mais de 20 mil atendimentos no ano passado, se tornando referências em tratamentos espirituais.

Shadow
Slider

De acordo com o terapeuta Wilson Malfará, as maiores procuras são para tratamentos de doenças como depressão e câncer; esta última, tratada com as chamadas ‘cirurgias espirituais’, que visam curar o espírito e, indiretamente, o corpo. As atividades do local também incluem cromoterapia, orações quânticas e magia divina; já no Rancho de Luz, os terapeutas desenvolvem danças circulares, apometria e reike, sendo abertas e gratuitas a todas as pessoas interessadas, sem distinção de raça, idade ou religião.

Toda a estrutura é mantida através de doações, cursos, contribuições voluntárias e uma loja de produtos exotéricos instalada dentro do ‘Rancho’, localizado na Rua Ernesto Pinto Ferraz, no Conj. Habitacional Ipiranga (antigo Talavasso).

Hospital Holístico Esperança

Fundado há três anos, o Hospital Esperança está localizado em um sítio próximo a área urbana de Jurupema, na casa do médico taquaritinguense Dr. Luiz Carlos Gabriel, falecido em Outubro de 2014. A escolha do local aconteceu depois que Luiz Carlos Arioli Gabriel, um dos filhos do médico, tomou conhecimento de que o grupo procurava um imóvel para fazer os atendimentos. “Sempre fui muito próximo do Wilson e ele chegou a comentar sobre a procura que o Rancho de Luz estava fazendo por um imóvel que pudesse abrigar o futuro Hospital Holístico. Coloquei a casa da nossa família à disposição e ele achou que, realmente, não poderia ter lugar melhor para aquela missão”, disse em entrevista ao Jornal Tribuna.

Sempre comprometido com a medicina e em atender pessoas de forma solidária, Dr. Luiz Carlos mantinha outra paixão paralela: a fruticultura. Em seus raros horários de descanso, se envolvia em estudos de plantas e árvores frutíferas e dedicava-se à plantação de muitas delas no entorno da chácara. Hoje, o local possui com uma área com quase cinco alqueires composta por mais de duas mil espécies estudadas e cultivadas pelas mãos do conterrâneo.

O envolvimento com sua ‘segunda profissão’ ficou mais forte após um trágico acidente na vicinal Dr. Adail Nunes da Silva em 1992, na conhecida ‘Curva do Gastão’, que causou a morte de um de seus filhos, Rogério Arioli Gabriel, com 20 anos na época. “A morte de meu irmão fez com que meu pai, aos poucos, se afastasse da medicina e se aproximasse mais da família. Em suas últimas duas décadas de vida, ele imergiu-se na prática de cultura das flores, ampliando o espaço de uma forma que confortasse ele. Relembrando toda essa conduta dele, me faz acreditar que ele passou a vida preparando o lugar para este propósito”, enfatiza.

 De acordo com Wilson, o contato com as árvores frutíferas também faz parte do tratamento das pessoas que buscam o Hospital Holístico, contribuindo para o processo de evolução de quem chega no sítio. “Estar em contato com a natureza também nos remete a cura”, disse.

Formado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) com especialização em Anestesiologia, dr. Luiz Carlos exerceu sua profissão por quase cinquenta anos no município atuando como clínico-geral e pediatra, sendo lembrado por todos familiares e pacientes com muito carinho e respeito. Hoje, a esposa Claudete Arioli Gabriel e os filhos Luiz Carlos, Carla, Maria Eliza e Thaiz contribuem para que o local preferido do patriarca possa continuar beneficiando outras pessoas.

O proprietário da chácara onde o Hospital Esperança está instalado, Dr. Luiz Carlos Gabriel, com a esposa Claudete. O local possui quase cinco mil alqueires com árvores frutíferas raras, cultivadas pelo médico ao longo de sua vida (Foto: Arquivo Pessoal)

Atendimentos

As atividades do ‘Rancho de Luz’ são abertas, diariamente, para todos que desejam conhecer o trabalho do grupo; entretanto, para os atendimentos com médiuns, é necessário realizar um cadastro prévio.

Às quartas-feiras, o atendimento é priorizado para pacientes encaminhados pelo Hospital Holístico, por exigir um atendimento mais especializado. Portanto, não há cadastramento neste dia.

Já no Hospital Esperança, as fichas são preenchidas no próprio espaço aos sábados, a partir de 13h, antes dos atendimentos. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *