Fotógrafo taquaritinguense registra queda de meteoro no céu da Austrália

A queda de um meteoro no céu de Melbourne, na Austrália, foi registrada pelo taquaritinguense Fernando Braga no último dia 14 de Fevereiro. As imagens circularam o mundo e ganharam destaque em importantes canais da imprensa.

Fernando mora na cidade há quase seis anos e, atualmente, é programador em uma empresa de fotografia na referida cidade. Entretanto, chegou ao país trabalhando como fotógrafo e seus equipamentos ainda lhe rendem bons trabalhos. Segundo ele, uma de suas câmeras está posicionada na janela de seu apartamento e fica ligada 24h por dia, captando tudo o que acontece do lado de fora. A lente mira o céu da cidade – um antigo ’modelo’ do fotógrafo.

O vídeo de quatro segundos registra o exato momento em que o objeto celeste cai em Melbourne, a 870 quilômetros de Sydney. Fernando conta que estava sentado na sala com sua namorada e que percebeu uma forte e silenciosa luz ofuscando o céu, mas nem desconfiava do que se tratava.

 “Eu estava vendo tv quando notei o clarão na janela. Fui checar as imagens para ver se a câmera havia registrado e me deparei com o meteoro. Não havia alerta na imprensa sobre a queda e o fenômeno pegou a todos de surpresa, pois não é comum aqui. Foi um privilégio sem descrição”, disse em entrevista ao Jornal Tribuna.

O fotógrafo decidiu colocar o arquivo nas redes sociais e foi surpreendido pelo alto número de compartilhamentos e comentários. O assunto ganhou destaque pelos dias subsequentes ao ocorrido.

O portal de notícias G1 Ribeirão/Franca também abordou o fato em uma de suas edições. A equipe ouviu o astrônomo Júlio Lobo, do Observatório Municipal de Campinas, e o profissional explicou que o objeto é chamado de fireball – bola de fogo, em tradução.

Segundo o especialista, não é possível afirmar qual é a origem do meteoro, mas dimensionar o tamanho dele. “Geralmente, um objeto desses com um brilho tão grande assim tem mais ou menos o tamanho de uma jabuticaba ou um limão pequeno. Ele vem em uma grande velocidade e começa a queimar a 100 quilômetros de altura. Quando chega a 40 quilômetros ele se desintegra totalmente.”

Lobo afirma que o fenômeno só pode ser visto na Austrália. Ainda segundo o astrônomo, também é comum observar quedas de meteoros no Brasil.

Fernando Braga; taquaritinguense se surpreendeu ao checar as imagens de sua câmera e ver o registro da queda de um meteoro no céu de Melbourne – cidade onde vive há quase seis anos

Premiações:

Não é a primeira vez que o trabalho do taquaritinguense é assunto nas mídias australianas. Desde que chegou ao país, Fernando recebeu diversas premiações como fotógrafo.

Uma de suas imagens foi ganhadora na eleição do ‘Eureka Tower’, conquistada através de votos de internautas. A foto destaca o prédio de 91 andares, no centro de Melbourne:

 

Outra fotografia reconhecida foi registrada em Docklands durante um concurso para promover o bairro:

O taquaritinguense afirma que deu uma pausa em sua carreira profissional e que, hoje, leva a fotografia apenas como hobby.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *