Entenda a crise no Timão que ameaça saída de Cássio e Gil

Por José Roberto Gaion

Quinta-feira, 7 de abril, foi um dos piores dias da história do Corinthians. Protestos de torcedores, reuniões com jogadores e com a comissão técnica, tudo por conta dos maus resultados. O Timão inicia o Brasileirão com uma grave crise instalada. E o que todos querem saber é como isso se iniciou?

Duílio Monteiro Alves, eleito presidente do clube prometeu uma equipe forte. O trabalho para isso ocorrer está sendo feito, no entanto, com dívidas na casa de um bilhão que não estão sendo quitadas, parcerias estranhas como com o grupo Tausa e jogadores veteranos sendo contratados e não rendendo em campo fizeram a torcida entrar no jogo.

Na reunião de quinta apenas o treinador Vitor Pereira e sua comissão técnica foram poupados. Diretoria e jogadores experientes foram cobrados. O goleiro Cássio e o zagueiro Gil registraram Boletim de Ocorrência, pois, acreditem se quiser, foram ameaçados de morte em um caso paralelo. Ambos cogitam deixar o clube.

Torcedores organizados são favoráveis a saídas de Roberto de Andrade e Alessandro Nunes da diretoria. No entanto, esses são os homens de confiança de Duílio. O sinal dessa crise vinha desde o ano passado quando Sylvinho foi anunciado como treinador. Os próximos capítulos estão por vir e passarão pelo que o time render em campo e pelas decisões a serem tomadas por Cássio e Gil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.