Em Taquaritinga (SP): Uso de telefones fixos cai 23% em dois anos

O número de pessoas que utilizam telefone fixo em Taquaritinga (SP) vem diminuindo gradativamente. De acordo com os dados da Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL), houve a redução de 23% dos assinantes residenciais e empresarias no município, em queda registrada desde 2019.

No último balanço feito, divulgado em Julho, a cidade registrou 6.827 acessos à telefonia fixa. Há dois anos, esse número atingia 8.912.

A densidade do serviço é de 34,5 acessos a cada 100 domicílios. O número é 50,6% menor que a densidade da capital paulista, que é de 69,8% e 18,8%  menor que a densidade brasileira, estimada em 42,5%.

A empresa VIVO lidera o ranking de acessos no município.

Em nota emitida pela ANATEL ao Jornal Tribuna, a agência acredita que “a telefonia fixa perdeu a atratividade em razão de novas soluções de comunicações disponíveis no mercado. A redução do número de acessos fixos pode ser explicada pelo aumento da predominância do serviço de telefonia móvel, além da intensificação do uso das soluções de voz sobre IP”.

O baixo uso de telefones fixos é um dos fatores que explica a ascensão da telefonia móvel na cidade: os últimos dados registraram 56.157 acessos. O serviço representa 93,2 acessos a cada 100 habitantes.

A VIVO também está em primeiro lugar neste segmento, seguida pela Claro, OI e TIM.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.