Em Taquaritinga (SP): Pedidos de seguro-desemprego aumentam quase 6% e somam 634 no primeiro quadrimestre do ano

O número de pedidos de seguro-desemprego aumentou quase 6% no primeiro quadrimestre de 2021. Foram 634 solicitações do benefício em Taquaritinga (SP) contra 592 no mesmo período em 2020. Os dados são da Secretaria de Previdência e Trabalho e Ministério da Economia. 

A comparação feita mês a mês mostra o aumento do requerimento entre Janeiro e Abril. Houve apenas um pequeno recuo durante Fevereiro, sendo o mês em que as solicitações foram menos protocoladas. No ano passado, as estatísticas são semelhantes.

Em Março, na fase mais aguda da pandemia neste ano, foram registrados 169 pedidos – uma média de 5,6 por dia.

Ainda, 60% dos pedidos foram feitos por homens e 40% por mulheres.

Do total de requerimentos, quase 50% foram feitos via internet. Em 2020, a modalidade online representou apenas 20% da forma de solicitação.

Em todo o Estado de São Paulo, os trabalhadores do comércio responderam por quase 30% do total de pedidos feitos, seguidos pelos que atuam na Indústria e Construção (9,4%). Já a Agropecuária concentrou fatia de apenas 5%.

 
Quando requerer:

Tem direito ao seguro-desemprego o trabalhador que atuou em regime CLT e foi dispensado sem justa causa, inclusive em dispensa indireta – quando há falta grave do empregador sobre o empregado, configurando motivo para o rompimento do vínculo por parte do trabalhador.

 

O valor recebido pelo trabalhador demitido depende da média salarial dos últimos três meses anteriores à demissão. Neste ano, o valor máximo das parcelas é de R$ 1.909,34.

O trabalhador recebe entre três e cinco parcelas, a depender do tempo trabalhado.

A solicitação pode ser feita através do aplicativo da Carteira de Trabalho Digital, pelo site Portal do Governo, no escritório do Ministério do Trabalho ou no Posto de Atendimento Ao Trabalhador (PAT).

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *