Em Taquaritinga (SP), mulher é acusada de comercializar entorpecentes em perímetro escolar no bairro Vila Rosa

Durante uma operação da Polícia Militar de Taquaritinga (SP) na manhã de quarta-feira (22), o Soldado Torres e a Cabo Rosemeire detiveram uma pessoa acusada de fornecer entorpecentes para estudantes que frequentam instituições de ensino no bairro Vila Rosa.

Os agentes policiais estavam em transitando pelas vias públicas da cidade quando, ao passarem pelo cruzamento da Avenida Gagliano F. Pagliuso com a Avenida Santana, avistaram uma mulher na companhia de um garoto.

Shadow
Slider

Ao se depararem com a presença da viatura no local, ambos demonstraram uma atitude estranha, seguindo na direção de uma ponte em frente um colégio particular. Segundo a PM, no trajeto, o menino jogou um objeto no interior do córrego.

As autoridades conseguiram abordar os suspeitos e, ao serem questionados, o estudante, de 14 anos, disse que a mulher teria lhe dado um cigarro de maconha.

Com a acusada, de 20 anos, foi encontrado um pino de cocaína no bolso de seu macacão, além de uma pedra de crack no interior de sua roupa íntima. Em sua bolsa foi localizada uma porção de maconha, um dichavador, um pote transparente contende quatro pinos de cocaína, mais uma pedra de crack, um aparelho celular da marca Motorola e a quantia de R$ 53 em dinheiro. Ao ser questionada, ela disse que o dinheiro era de propriedade de sua genitora e que as substâncias ilícitas era para o seu próprio consumo.

Diante dos fatos, a jovem e o menino foram levados para a Delegacia de Polícia, onde ela foi indiciada pelos crimes de Tráfico de Drogas e Corrupção de Menor. Agora, ela ficará à disposição da Justiça.

Após prestar depoimento, o adolescente foi liberado, na companhia de seu responsável legal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *