Em Matão (SP): Morre, aos 67 anos, o prefeito Adauto Scardoelli

O prefeito de Matão (SP) e taquaritinguense Adauto Aparecido Scardoelli (PT)  morreu, aos 67 anos, na noite de sexta-feira (4), um mês após ser internado no Hospital Carlos Fernando Malzoni.

A Prefeitura da cidade matonense decretou luto oficial de três dias. O velório, cortejo e enterro serão neste sábado (5).

De acordo com o boletim médico, Scardoelli sofreu uma parada cardiorrespiratória em decorrência de um infarto agudo no miocárdio e faleceu às 22h35.

Ele estava internado desde o dia 5 de maio, quando passou por uma cirurgia abdominal de emergência para tratamento de diverticulite; uma inflamação na parede interna do intestino.

No dia 22 de maio passou por uma nova cirurgia para tratar de pontos de infecção. Na quarta-feira (2), um exame detectou a presença de úlcera gástrica.

Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), respirando artificialmente por suporte ventilatório mecânico.

Trajetória:

Adauto deixa esposa e quatro filhos. Ele também era advogado e foi eleito prefeito de Matão por quatro mandatos.

Na eleição de Novembro do ano passado, o taquaritinguense foi eleito com 18.419 votos – 44,42% dos votos válidos.

O vice Cido Ferrari (PT), de 63 anos, que já estava como prefeito interino, vai assumir a prefeitura em definitivo.

Velório, cortejo e enterro:

O velório será na Câmara Municipal de Matão/SP neste sábado (5), das 11h às 14h, e seguirá as normas sanitárias por causa da Covid-19, sendo fechado ao público e restrito a familiares.

O corpo será levado em cortejo no caminhão do Corpo de Bombeiros, saindo da Câmara Municipal até o Cemitério Municipal onde será enterrado. 

(Com informações: A Cidade ON Araraquara)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *