Denúncia de maus-tratos leva dono de cachorros à prisão

A Associação Protetora dos Animais de Taquaritinga – APA, através da protetora voluntária, Andréa Junqueira, recebeu, na tarde do último domingo (19), denúncia a respeito de um cachorro que se encontrava acorrentado, sem água e sem comida, numa residência no centro da cidade. Imediatamente, membros da APA se dirigiram ao local para checar as informações e constataram que os maus tratos eram piores do que os relatados. Segundo informou a protetora voluntária, Lisandra Michelutti, “Fomos averiguar se a denúncia era verdadeira e quando chegamos lá percebemos que era bem pior do que imaginávamos. Encontramos uma cachorrinha acorrentada há meses, sem comida, água, vivendo em cima de suas próprias fezes, com carrapatos até dentro dos olhos e tumores”. A Polícia Militar foi acionada, sendo que o tutor dos animais foi preso em flagrante por maus tratos de animais e deverá passar por audiência de custódia. A Lei 14.064/2020 aumentou a pena para quem maltratar cães e gatos. A partir de agora, quem cometer esse crime será punido com 2 a 5 anos de reclusão, multa e proibição da guarda. Caso o crime resulte na morte do animal, a pena pode ser aumentada em até 1/3.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.