Escola Cívico-Militar de Taquaritinga irá se chamar Deputado Ricardo Izar

A Câmara Municipal de Taquaritinga aprovou por 9 votos a 5 o Projeto de Lei Nº 5.960/2022, enviado pelo Poder Executivo, que denomina a Escola Cívico-Militar de Taquaritinga de Escola Cívico-Militar “Deputado Ricardo Izar”. A propositura acabou gerando uma discussão em relação ao fato de que o prédio aonde irá se instalar a nova escola, já tem um nome. Trata-se do Projeto de Lei 953/1991 do deputado estadual Júlio Marcondes de Moura, que denomina de “Maria Antonieta Nuevo Miguel Previdelli” a Escola Estadual de 1.° Grau (Agrupada) do Conjunto Residencial Laranjeiras, em Taquaritinga. O alerta partiu do vereador Rodrigo De Pietro, que se mostrou preocupado de que o novo nome poderia até sofrer uma ação judicial, por conta da duplicidade. Diante do exposto, Rodrigo De Pietro pediu vista do projeto, que não foi acatado por seus pares. Ao ser colocado em votação, 9 vereadores votaram a favor e 5 foram contra a homenagem. Ricardo Nagib Izar fez sua graduação e pós-graduação em Direito Penal pela PUC-SP, onde presidiu o Centro Acadêmico 22 de Agosto. Foi vereador na cidade de São Paulo e, por três vezes consecutivas, deputado estadual em São Paulo. É o responsável pelo maior numero de emendas a Constituição durante o período em que foi formulada. Desde a constituinte de 1988 até maio de 2008 foi deputado federal, estando em seu quinto mandato. Presidiu o conselho de Ética durante a crise do “mensalão“. Faleceu devido a falência de múltiplos órgãos, após operação para corrigir um problema cardíaco. O deputado tinha uma ligação muito forte com o prefeito Vanderlei Mársico e trouxe muito benefícios para Taquaritinga. hoje seu filho Ricardo Izar Júnior, deputado federal, tem sido um grande parceiro de Taquaritinga, trazendo recursos federais e auxiliando em relação a projetos que tramitam em Brasília.

One thought on “Escola Cívico-Militar de Taquaritinga irá se chamar Deputado Ricardo Izar

  • 27 de junho de 2022 em 13:42
    Permalink

    Escola militar em um país aonde falta educação séria? Um exército que não deveria esistir , o país não tem guerra a mais de cem anos, talvez usar o dinheiro de Viagra e prótese de peniana para a educação e cultura, mandar os militares para a casa do CARA..O , já que não são necessários,e o prefeito lambe botas e esses vereadores cretinos a perder tempo a escolher nome de escolinha de soldadinho de chumbo em miniatura, vamos fazer uma cidade de escoteiros,parabéns classe politica iliterada!!!!

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.