Ator taquaritinguense infectado pela Covid-19 em SP fala sobre a doença: “respirando no meio de um incêndio”

Um vídeo divulgado pelo ator taquaritinguense Tiago Luchi (31 anos) na noite de terça-feira (31) surpreendeu os usuários e amigos das redes sociais com a notícia de que ele havia sido infectado pela Covid-19 na capital paulista.

Shadow
Slider

Em entrevista ao Jornal Tribuna, ele relata a rotina que viveu desde que descobriu que estava com o vírus. 

“Comecei a sentir dores no corpo no início de Março, cerca de três dias depois que tive contato com um amigo que também foi testado positivo para Covid-19. Eu descobri que ele tinha o vírus quando ele já estava internado na UTI de um hospital de São Paulo e, com base no diagnóstico dele, procurei ajuda. A princípio, achei que estivesse com dengue, pois tinha muita dor no corpo, febre alta e a perda do paladar; durante a consulta médica, não consegui fazer o teste porque o exame estava sendo feito somente em pacientes com sintomas graves, então voltei pra casa e passei a tomar a medicação indicada. Continuei o isolamento que eu já estava fazendo e os sintomas foram melhorando apenas sete dias depois”, disse.

A maior dificuldade que Tiago relatou ter sentido enquanto esteve doente foi a dificuldade em respirar. “Houve dois momentos que tive muita falta de ar; é como se você tentasse respirar no meio de um incêndio. Procurei me acalmar e controlar a situação em casa, já que o fato de ir até um hospital também agravava a crise. Por mais difícil que a situação era, sem ter minha mãe ou meu pai lá para me ajudar (não deixei que eles fossem até minha casa para não correrem risco de contaminação), me mantive otimista para enfrentar a doença, pois tenho saúde e nunca tive problemas sérios antes”.

Durante sua fala na internet, Tiago deixa claro que  objetivo de ter gravado o arquivo é alertar a população quanto à gravidade da Covid-19 e, como se não bastasse toda a debilitação no quadro de saúde, ele ainda precisou conviver com a dor de ter perdido amigos para a doença. “Eu conhecia sete pessoas que estavam com Coronavírus e faleceram; duas delas eram amigos muito próximos e um, inclusive, morreu hoje (31) com 43 anos. Decidi fazer o vídeo porque vi muita gente postando nas redes sociais que a doença é só uma ‘gripezinha’, mas não é. Tem muita gente morrendo; tem pai/mãe que não tá conseguindo enterrar seu filho e não temos ideia o quanto isso é grave. Precisamos cuidar mais das nossas famílias e ficarmos em casa, pois a pandemia é muito séria”, finaliza.

O ator já não apresenta mais sintomas, mas ainda está em isolamento domiciliar.   

Por traz do filho doente, uma mãe que lutava: Tiago é filho da coordenadora da Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h) de Taquaritinga, Ana Lúcia de Sales Teodoro e, enquanto ele estava em isolamento na capital paulista, ela tomava importantes decisões, junto à Secretaria de Saúde, para a ação de prevenção e combate ao Coronavírus na cidade. “Foram dias difíceis, mas Deus sempre esteve conosco”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *