Animal morto, veículos encontrados e devastação: Serra do Jabuticabal é castigada com o maior incêndio registrado neste ano

Na tarde desta terça-feira (6), a Serra do Jabuticabal foi castigada com mais um incêndio que devastou boa parte da sua área de preservação. Estima-se que, no total, 421 mil m² de área verde foram destruídos pelas chamas, caracterizando-se como o maior incêndio registrado neste ano. Além disso, 60 mil m² de cana-de-açúcar e 11 mil m² de um pomar de goiaba e de um milharal também foram atingidos. 

O local de início do incêndio ainda é incerto, mas o fogo ganhou força na região próxima à conhecida Estrada Boiadeira, entre as fazendas Paraguassú e Santana. O Corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 13h e os trabalhos duraram, em média, quatro horas.

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAET), usinas da região e tratores de propriedades rurais também colaboraram com a operação; no total, foram utilizados cerca de dez veículos para o controle das chamas. 

Incêndio em área de preservação da Serra foi o maior registrado neste ano

Durante o trabalho, os bombeiros se depararam com quatro cavalos sendo encurralados pelo fogo; com os esforços, a equipe conseguiu resgatar três deles, mas infelizmente, um animal faleceu no local.

Ainda, durante o atendimento, dois carros foram localizados na área. Tratam-se de um Renault/Clio e de uma GM/S10, roubados em um sítio do distrito de Agulha na noite de segunda-feira (5) e que foram destruídos pelas chamas.

Automóveis roubados também estavam escondidos no interior da Serra do Jabuticabal e foram destruídos pelo incêndio na tarde desta terça-feira

Todo o efetivo do Corpo de Bombeiros foi mobilizado para o atendimento desta ocorrência, incluindo soldados que estavam de folga e que se prontificaram a ajudar.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *