Funcionalismo público quer reunião com o atual prefeito para debater a nova carga horária de expediente, vigente desde o início do mês

Quase cem funcionários públicos de Taquaritinga (SP) se reuniram na Praça Dr. Horácio Ramalho, localizada em frente da Prefeitura Municipal ma tarde da útima quarta-feira (9), para uma tentativa de reunião com o atual prefeito, Vanderlei José Mársico. O encontro, organizado pela presidente do Sindicato dos Funcionários Públicos, Maria Angélica Tiosso Boher, se iniciou na sede do sindicato e, de última hora, as pessoas que estavam presentes decidiram se dirigir até o paço municipal, por volta das 18h, com a finalidade de debater diversos assuntos, mas principalmente, o retorno das seis horas de expediente diário para os trabalhadores municipais. A nova carga horária, correspondente a oito horas diárias e 40 horas semanais, está em vigor desde o dia 2 de Janeiro deste ano.

 

Vanderlei não se encontrava no local no momento em que os funcionários se posicionaram na praça. Haveria uma nova tentativa nesta quinta-feira (10), porém, o prefeito foi impedido de comparecer devido a compromissos pessoais. Por este motivo, a reunião foi remarcada para ás 16h de segunda-feira (14).

 

Os integrantes do funcionalismo público exigem, principalmente, a permanência do expediente de seis horas diárias, que estava ocorrendo desde a gestão do ex-prefeito, Paulo Delgado. Uma decisão do Ministério Público, que instaurou um inquérito civil por meio da 3° Promotoria de Justiça de Taquaritinga (SP), fez com que o atual prefeito retomasse o horário de atendimento ao público para oito horas diárias, gerando manifestos e descontentamento dos funcionários.

 

A presidente do Sindicato dos Funcionários Públicos, Maria Angélica, o vereador Rodrigo de Pietro e a assessora de imprensa, Keiko Ogata

 

Funcionários públicos reunidos na tarde de quarta-feira (9) (Foto: Auro Ferreira)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *