Vic Pharma retoma as suas atividades em Taquaritinga

Empresa do ramo farmacêutico estava há 1 ano e 4 meses interditada

 

 

Aconteceu na manhã desta quinta-feira (22), a cerimônia de reinauguração da planta industrial da Vic Pharma by Schülke, empresa do ramo farmacêutico que atua fabricação de medicamentos com foco na linha hospitalar. O encontro ocorreu na Câmara Municipal de Taquaritinga (SP) e contou com diversas autoridades, executivos e parceiros da empresa, além de pessoas públicas da nossa cidade.

 

A solenidade se iniciou por volta das 11h30, sob o comando de Leonardo Olivério, que conduziu todos os atos da festiva. Logo na abertura, todos se emocionaram com o canto do Hino Nacional, executado pelas pessoas presentes “à capela”.

 

Leonardo Olivério apresentou a cerimônia
Mesa principal composta por Nelson Simões, Vanderlei Mársico, Christian Last, Rui Coelho e Rodrigo de Pietro
Público presente na solenidade

 

Após compor à mesa principal, Christian Last, presidente mundial da Schülke e presidente do conselho administrativo da Vic Pharma, juntamente com Rui Coelho, presidente da Air Liquide e também membro do conselho administrativo, dialogaram com os convidados, expondo a imensa satisfação em retomar as atividades da empresa após um período de interdição determinado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Um vídeo institucional foi reproduzido e, em seguida, Nelson Simões fez mais agradecimentos ao lado de Fernanda Longhitano, gerente de vendas da Vic Pharma. Inclusive, Simões “desafiou” o atual prefeito, Vanderlei Mársico, a intensificar o apoio á corporação, para que ela se torne líder no segmento de mercado, não somente em território nacional, mas em toda a América Latina.

 

Representantes de instituições parceiras de todo o Brasil estiveram no local prestigiando a nova história que a indústria começou a escrever. Para o encerramento, os convidados fariam uma visita ao novo prédio do empreendimento, localizado na Rua Geraldo Rosa, no Distrito Industrial; porém, a atividade necessitou ser suspensa pelo risco de contaminação que poderia ocorrer, ocasionado pela grande quantidade de pessoas que compareceram ao encontro, o que, segundo o cerimonialista, surpreendeu a todos.

 

Nelson Simões, Christian Lats e Rui Coelho

Deixe uma resposta