UPA de Taquaritinga (SP) instala salas especiais para pacientes com síndromes respiratórias graves

A Unidade de Pronto Atendimento de Taquaritinga (SP) fez a instalação de duas salas específicas para acolher pacientes com síndromes respiratórias graves. O espaço foi montado em Abril, logo no agravamento da epidemia no país.

Slider

Denominadas ‘sala amarela’ e ‘sala vermelha’, os locais são equipados com aparelhos remanejados de outros pontos de atendimento da Saúde e, também, adquiridos pela administração municipal.

A ‘sala amarela’ conta com quatro leitos, monitores cardíacos e equipamentos essenciais para pacientes com quadro de saúde em ‘alerta’, que necessitam de um monitoramento mais preciso da equipe de enfermagem.

Já a ‘sala vermelha’ está preparada para acolher enfermos que apresentam elevada dificuldade de respiração e precisam ser entubados. Há dois ventiladores pulmonares (conhecidos como ‘respiradores’), monitores cardíacos, pulso oxímetro e todos os insumos essenciais para dar condições à recuperação do paciente.

O objetivo, segundo a diretora da UPA 24h, Ana Lúcia Salles Teodoro, é ampliar o número de vagas em leitos de UTI na rede de Saúde municipal durante a pandemia. 

Deixe uma resposta