Piso salarial da Enfermagem, suspenso pelo STF, mobiliza a categoria em todo país

A suspensão da aplicação da lei que estabelece remuneração mínima para Enfermeiros, Auxiliares e Técnicos de Enfermagem, mobilizou os três poderes da República. Todos estão tentando encontrar fontes de recursos para pode pagar o novo salário dos profissionais. A decisão do Ministro Barroso, em suspender por 60 dias o pagamento do novo piso da enfermagem em todo Brasil, ainda será julgado pelo próprio STF – Supremo Tribunal Federal, que poderá reverter a situação.  A sessão acontecerá no plenário virtual, ambiente em que não há debate e os ministros depositam seus votos no sistema eletrônico da Corte, que ficará aberta até 16 de setembro. O julgamento pode ser suspenso a qualquer momento caso algum magistrado peça vistas ao processo, instrumento que leva a discussão para as sessões presenciais. Em Taquaritinga, está marcada para o próximo dia 08, uma manifestação da categoria, que terá início defronte a Santa Casa de Misericórdia e Maternidade “Dona Zilda Salvagni” e deverá percorrer as ruas da cidade, onde os profissionais deverão estar vestindo roupa preta e carregando os jalecos no braço, em protesto a suspensão do piso da categoria. Pela lei do piso salarial da enfermagem, aprovada pelo Congresso e sancionada pelo presidente, Enfermeiros passariam a receber salário de, no mínimo, R$ 4.750,00, enquanto os Técnicos de Enfermagem receberiam um mínimo R$ 3.325,00, 70% desse valor, e Auxiliares de Enfermagem, pelo menos R$ 2.375,00, 50% desse piso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.