Faculdade de Taquaritinga (SP) acolherá família refugiada da Venezuela

Nos próximos dias de Julho, a Faculdade de Taquaritinga (FTGA), do grupo Universidade Brasil, passará a acolher uma família refugiada da Venezuela. A iniciativa se dá em apoio aos projetos do Exército Brasileiro, Operação Acolhida e Operação Interiorização com o intuito de dar assistência aos mais de quarenta e cinco mil venezuelanos que vieram ao Brasil para tentarem reconstruir suas vidas depois da crise humanitária que o referido país enfrente. A unidade em Taquaritinga (SP) foi uma das três eleitas para abrigar uma das famílias, assim como Assis (SP) e Ribeirão Preto (SP).

Shadow
Slider

Em entrevista ao Jornal Tribuna, a diretora da FTGA, Valéria Mantovani, disse que a expectativa pela execução do projeto é muito grande, tanto dos funcionários como dos alunos da instituição. “Fiquei muito feliz com a notícia de que o nosso campus  foi escolhido entre os mais de 60 unidades que o grupo tem em quase todo o país. Será uma missão desafiadora, mas tenho certeza que será gratificante, pois a sensação de estar devolvendo a esperança para uma família que teve que deixar o seu país praticamente sem nada é maravilhosa. Todo o trabalho será recompensado”.

A família é composta por oito pessoas (mãe, cinco filhas e dois netos); duas das mulheres serão contratadas para integrar o corpo administrativo da faculdade. O projeto inicial prevê o período de 2 meses de auxílio aos venezuelanos; porém, Valéria ressalta que no grupo Universidade Brasil este prazo será estendido. “O projeto foi criado para que a família venha para a cidade e recomece a sua vida aqui, permanecendo pelo tempo que for necessário. Além de toda a estrutura que montaremos para recebê-lo, nossos alunos estarão desenvolvendo projetos para a inclusão da família em nossa sociedade, como: ensino de língua portuguesa, aproximação à comunidade religiosa, caso eles tenham alguma crença, entre outros. Temos a missão de inseri-los nesta sociedade para que eles se sintam acolhidos, tenham autonomia e sejam muito bem-vindos”, complementa.

A diretora ainda enfatiza que o projeto não cria nenhum vínculo obrigatório com a família. “A intenção do projeto é dar toda a assistência e estrutura digna para que a família, já tão debilitada em todos os sentidos, tenha a oportunidade de viver um futuro melhor e recomeçar em um local sem violência. Os venezuelanos poderão permanecer aqui pelo tempo que desejarem; entretanto, eles também terão a liberdade de irem embora ou mudarem de residência caso seja a vontade deles. Se eles optarem por seguirem em outro local que não seja a faculdade, iremos abrir novamente a vaga para que outra família seja acolhida”.

Agora, uma das principais missões para os integrantes da faculdade é conseguir mobiliar uma casa para que os visitantes residam no período previsto. Diante da tarefa recebida, a equipe da instituição está realizando uma campanha de arrecadação de móveis, utensílios domésticos e alimentos para receber a família, que chegará nos próximos dias de Julho.

Casa onde a família será abrigada na Fazenda Contendas

Quem tiver interesse em ajudar, os colaboradores já estão recebendo as doações no prédio da faculdade, instalada na Fazenda Contendas. Para maiores informações, ligar 3253-8660.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *