Em Taquaritinga (SP): Sucesso nos anos 90, banda ‘Decreto Lei’ faz vídeo com regravação de música autoral

Sucesso absoluto nos anos 90 com hits e shows que embalaram uma geração, a banda taquaritinguense ‘Decreto Lei’ (DL) fez a regravação de uma de suas músicas autorais e divulgou o material nas redes sociais na última semana. O vídeo, feito com a participação de alguns integrantes originais do grupo, dos músicos Lamas e Calil e de filhos de dois de seus integrantes (Lucca Pagliuso e Theo Pilon), foi postado no Facebook e despertou grande nostalgia de quem acompanhou de perto a trajetória da banda.

A música ‘Paraná’, de autoria do DL, composta em homenagem à Ricardo Straccini, foi escolhida para homenageá-lo neste ano, em que o acidente trágico que tirou a sua vida completa 30 anos. “Quando decidimos reunir o grupo e produzir um material para que pudéssemos relembrar a época da banda, optamos por uma canção que fizesse sentido no momento em que estamos vivendo. São dias que nos trazem lembranças e o afastamento social nos remete a repensar valores importantes, como a nossa família e a amizade de pessoas queridas”, disse Ico Pagliuso em entrevista ao Jornal Tribuna.

O vídeo gerou comoção e fez os usuários da internet relembrarem uma juventude muito bem vivida e ‘cantada’ pelos taquaritinguenses.

Decreto Lei

A banda Decreto Lei surgiu no início dos anos 90 com a fusão de dois grupos musicais formados por estudantes de Taquaritinga: ‘FRATNT’ e ‘Quimicamente Saturados’. As bandas se encontraram em um festival da cidade e alguns dos integrantes, que já construíam um forte vínculo de amizade, tocaram juntos pela primeira vez; com o bom resultado dessa fusão, nascia a nova banda de rock, formada por Lê Pilon (teclado e voz), Ico Pagliuso (baixo), Kau Andriguetto (guitarra), Lima (vocal), Gui Basso (guitarra), Tucura Gabriel (vocal) e Manzo Pagliuso (bateria).

Anos depois, o grupo sofreu a grande perda do amigo e ex-integrante da banda, Tucura; mesmo assim, os amigos decidiram seguir com o conjunto.

Com o reconhecimento cada vez mais evidente, os integrantes começaram a compor canções e chegaram a gravar um CD independente com quatro músicas autorais: Tráfico da Vida, Paraná, Sobrevivente e Novos Medos. O grupo também gravou a música ‘Invictos sem Convicção” em outro trabalho chamado “Rock Paulista”, produzido pela baterista Duda Neves.

As participações em festivais estaduais também ficaram mais frequentes e a banda chegou a realizar uma apresentação para mais de sete mil pessoas no Ginásio do Ibirapuera, na capital paulista, depois de vencer uma edição regional do FICO – Festival Interno dos Colégios Objetivos. “Subimos no palco antes dos Titãs e Paralamas do Sucesso; foi uma sensação indescritível”, relata Ico.

Já na final da década, o grupo taquaritinguense ficou em segundo lugar no ‘Skol Rock’, realizado na cidade de Santos, sendo vencido por uma banda que contava com o vocalista Chorão que, mais tarde, se tornaria o líder da lendária ‘Charlie Brown Júnior’.

Durante dez anos de trajetória, o DL participou de inúmeras competições musicais e shows por todo o estado de São Paulo, ganhando destaque no cenário musical, na época, dominado pelo rock. Os jovens davam continuidade aos estudos e outras atividades profissionais (a maioria já cursando ensino superior) e, ainda, disponibilizavam tempo para se reunir aos finais de semana e tocarem em eventos da cidade e na região.

Já no início dos anos 2000, os compromissos profissionais foram tomando o tempo dos integrantes e o grupo encerrou suas atividades. “Nosso sonho de ter a música como profissão, alcançando o sucesso com músicas próprias, sempre foi muito forte; mas infelizmente, tivemos que optar por outras prioridades e seguir carreiras paralelas à arte. Sentimos muita falta de nos reunirmos para tocar. Os momentos com os integrantes do DL foram inesquecíveis e conservamos a nossa amizade como sempre foi”, finaliza.

Da esquerda para a direita: Kau, Ico, Lima, Manzo, Gui e Lê; foto tirada em 1993 (Arquivo Pessoal)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *