Com queda nas internações, Santa Casa de Taquaritinga (SP) fecha uma das alas de enfermaria de Covid-19

Na manhã de terça-feira (31), a Santa Casa de Taquaritinga (SP) fechou uma das alas destinadas aos pacientes com casos graves de Covid-19. A ala foi apenas desligada, mas continuará estruturada caso seja preciso reativá-la.

O espaço foi montado para pacientes contaminados com o vírus e que necessitaram de internação durante o tratamento. Segundo a diretoria, estima-se que mais de 600 pessoas tenham ficado sob cuidados na ala, que conta com 17 quartos e 34 leitos.

Em nota, a diretoria do hospital divulgou uma foto do local com uma mensagem de esperança e orientação para que os cuidados sejam mantidos. “Depois de 18 meses, apenas o sol ilumina o Pavilhão, hoje vazio, que foi colocado a disposição da luta contra a pandemia de Covid-19. Não vamos dispensar o seu uso, ficará de plantão ainda para o que for necessário. Obrigado a todos que trabalharam e lutaram contra o inimigo invisível. Infelizmente perdemos alguns guerreiros, não pela falta de cuidados ou esforço, mas pela crueldade desse mal que atingiu nosso planeta. A guerra ainda não acabou, estaremos sempre alertas. Agradecemos pelas orações, doações e dedicação de todos até aqui”, diz o comunicado.

A redução de casos graves não afasta a vigia que a população deve continuar fazendo para se proteger do contágio. Distanciamento físico, uso de máscara e constante higienização das mãos precisam ser mantidos.

Até terça-feira, quatro pacientes com Covid-19 estavam internados na Santa Casa; três na enfermaria e um na Unidade de Terapia Intensiva.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.