Vítima reconhece trator furtado sendo transportado em caminhão e motorista é detido por receptação no distrito de Agulha, em Fernando Prestes (SP)

Um motorista, de 41 anos, morador da cidade de Catanduva (SP), foi detido enquanto transportava uma máquina agrícola Valtra/BH180 em seu caminhão Ford/Cargo 1420 na tarde de sábado (6 de Julho). O trator era produto de furto ocorrido na cidade de Itápolis (SP) e um assistente de vendas, genro da vítima, reconheceu a máquina no momento em que o condutor transitava pelo cruzamento da Rua Coronel Juvencio com a Rua Guia Lopes, no distrito de Agulha (SP).

Shadow
Slider

Segundo as informações do boletim de ocorrência, a Soldada Saquetti recebeu uma informação via telefone 190, onde a testemunha relatava o encontro da máquina agrícola furtada. De imediato, a PM se dirigiu até o local indicado, onde encontrou o suspeito.

Ao ser questionado, o motorista alegou que foi contratado para transportar o trator na manhã do referido dia depois de ser abordado por uma pessoa do sexo masculino, que aparentava ter 55 anos e que não se identificou. A máquina seria entregue na cidade de Bady Bassit (SP), onde o pagamento pelo frete seria feito.

O suspeito ainda disse que carregou a máquina em uma estrada de terra da na cidade de Taquaritinga (SP), com a ajuda de outro indivíduo chamado R*, que também lhe entregou duas notas fiscais; terminado os trabalhos, ele estava seguindo para o município de seu destino quando foi abordado pela vítima.

As notas apresentadas para a Polícia Militar não condiziam com a descrição do trator. Por tal motivo, todos foram levados para a Delegacia de Polícia de Taquaritinga (SP), onde os fatos foram averiguados.

O proprietário também foi comunicado sobre os fatos e compareceu no plantão policial, onde apresentou a nota fiscal legítima da compra da máquina agrícola.

Sendo assim, o delegado plantonista elaborou o auto de prisão em flagrante pelo crime de Receptação contra o motorista. Foi arbitrada uma fiança no valor de R$ 3 mil, que foi paga pelo indiciado. Ele foi liberado no final da elaboração da ocorrência e o caso será investigado pela Polícia Civil.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *