Covid-19 em Taquaritinga (SP): Letalidade é maior em homens, aponta Secretaria da Saúde

Nesta segunda quinzena de Novembro, Taquaritinga ultrapassou 1.220 casos de pessoas infectadas com a Covid-19, sendo que 39 delas acabaram falecendo em decorrência da doença.  Desde o primeiro diagnóstico, feito no dia 28 de Abril, a cidade apresenta perfil de infectados semelhantes ao que se refere a evolução da enfermidade no cenário nacional.

Do total de confirmados, as mulheres continuam sendo as mais contaminadas pelo novo Coronavírus, representando 54% casos. Entretanto, em relação aos óbitos, os homens aparecem como a maioria das vítimas: dos 39 já registrados, 24 são pessoas do sexo masculino.

Segundo o infectologista da Santa Casa de Taquaritinga (SP), Dr. Daniel Elias de Oliveira, ainda não há nenhum trabalho que evidencie os fatores protetores que favorecem as mulheres no combate à doença. “Uma das possibilidades que podemos considerar é que os homens possuem maior número de doenças crônicas, que interferem no quadro clínico e podem causar complicações durante o tratamento da Covid-19. Também há uma correlação de que pacientes do sexo feminino apresentam ativação dos linfócitos T significativamente mais robusta do que os pacientes do sexo masculino durante a infecção pelo SARS-Cov-2, a qual foi mantida mesmo com a idade avançada”, explica em entrevista ao Jornal Tribuna.

Quanto ao número elevado de diagnósticos em mulheres, a razão levada em conta é que o grupo feminino está relacionado à maior procura por unidades de saúde e a realização de testes para detecção da Covid-19.

O infectologista realça a importância de todas as pessoas procurarem por unidades de Saúde para o devido atendimento médico, bem como o monitoramento da oxigenação sanguínea assim que os sintomas da Covid-19 se manifestarem. “O atendimento precoce é importante para que o paciente já inicie o período de isolamento domiciliar e evite a transmissão do vírus para seus familiares ou pessoas do convívio diário, mas o que irá determinar a gravidade do caso é se ele apresentará saturação baixa em sua casa e não perceber essa alteração. Portanto, é imprescindível que ele faça a medição, por meio do oxímetro e, em caso de saturação abaixo de 93%, procure imediatamente a unidade hospitalar”, enfatiza.

Para buscar atendimento médico, basta se dirigir ao ‘Gripário’ montado pela Prefeitura da cidade para atender pacientes com sintomas da doença. A estrutura está no Ginásio de Esportes ‘Manoel Dos Santos’, localizado na Avenida João Perrissinotti, em frente ao Estádio Municipal ‘Adail Nunes da Silva’ (Taquarão).

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *