DESTAQUEEsporteMais recentes

CAT vence o São Carlense e se mantém na liderança

Aos 42 minutos do primeiro tempo, o volante Luís Otávio foi expulso e, mesmo com um a menos, o Leão conseguiu marcar um gol e sair com os três pontos.

Atuando em São Carlos pela segunda rodada da Copa Paulista, o Clube Atlético Taquaritinga conquistou um belo resultado ao vencer o Grêmio São Carlense por um a zero, com gol de Diego Andradina. A peleja teve risco para a equipe de Taquaritinga devido à expulsão de Luis Otávio, quando o jogo estava zero a zero, aos 42 do primeiro tempo.

A partida começou com ambas as equipes em um mesmo sistema de jogo, o 4231, com algumas variações. No entanto, os dois médios do time de São Carlos, Claudemir e Dudu, avançavam a todo o momento e faziam uma bela parceria com o lateral direito Gustavo Moreira. Esse lado do campo tinha muito jogo sendo realizado. O time de São Carlos era melhor em relação à posse, mas não assustou o goleiro Saldanha, que, por sinal, mais uma vez saiu sem ser vazado.

Com um a menos devido à expulsão de Luis Otávio, o técnico Marcelo Marelli teve como opção tirar o extremo direito Natan e recompôs a meiuca com o bom João Vitor, que novamente entrou bem na partida, desta vez, com uma minutagem maior.

Mas, voltemos antes mesmo da expulsão. No 11 x 11, o CAT não conseguia jogar. Os homens da frente eram pouco acionados. Os volantes do Leão, Yuhei e Luis, só marcavam. Os laterais Irano e Franco pouco avançavam e as saídas de bola não estavam funcionando. Mesmo assim, Diego Andradina perdeu uma chance incrível de abrir o placar, ao não conseguir chutar uma bola que passou por ele dentro da área. Mesmo com tantos ajustes a fazer, o CAT soube sofrer, tanto no 11 contra 11 como no 11 contra 10.

Com um jogador a menos e com a troca realizada, o gol cateano acabou saindo, após uma bola levantada na área para Andrei, o centroavante não pegou, o zagueiro adversário furou e Andradina, que estava atento, guardou. Colocou a bola no fundo das redes e fez o gol solo da peleja.

Na segunda etapa, o adversário, que tinha um jogador a mais, não conseguiu, taticamente, tirar proveito desse fator importante. O treinador do Grêmio São Carlense, Alexandre Grasselli, fez alterações normais. Trocou um extremo, Sheik, por um meia ofensivo, Rickelmy, mas não mudou o sistema para atuar. Depois trocou o centroavante Rodolfo pelo centroavante Ferreira. E o extremo Luis Felipe por Léo Pedro. Todas são consideradas seis por meia dúzia. No fim, o meia Gabriel Feth entrou, mas outra troca normal. A equipe subiu os laterais e os volantes seguiam querendo jogo, mas apenas uma vez, fizeram um arremate de longa distância que seria uma forma de passar pela equipe de Taquaritinga.

Marelli fechou o meio e deu o lado do campo para os adversários. No fim do jogo, ainda fechou mais a casinha. Tirou o centroavante Andrey e colocou o zagueiro Renan. Acabou com uma linha defensiva de três zagueiros. Com Lucas Lima e Trindade à frente, mas atacando pelas pontas. Foi, talvez, o momento mais delicado, pois abriu uma lacuna para que o time de São Carlos criasse por dentro. Mas, como já falamos em algum lugar desse texto, o CAT soube sofrer.

Com a conquista da segunda vitória seguida, o Leão soma seis pontos em dois jogos. É o líder da chave e já abre cinco pontos para o quarto colocado, lembrando que três estarão nas oitavas de final. Agora, mais uma semana de preparação e o jogo contra o XV de Piracicaba, no ‘Taquarão’ ocorrendo no sábado, 29, às 15h.

Foto: Redes sociais/CAT

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *