Ministério da Saúde alerta para risco de surto de dengue, zika e chikungunya em municípios brasileiros

Mais de 1,1 mil municípios brasileiros (22% do total) estão com alto índice de infestação pelo Aedes aegypti, vetor de dengue, zika e chikungunya. Isso significa que esses locais têm altas chances de enfrentar surtos dessas doenças e as ações de combate precisam ser intensificadas.

Os dados são do Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa). Além das cidades em situação de risco, o levantamento identificou 2 mil municípios em alerta, com o Índice de Infestação Predial (IIP) entre 1% a 3,9%. Outros 1,7 mil tiveram índices satisfatórios, inferiores a 1%. No total, 21 capitais realizaram o Levantamento Rápido de Índices por Aedes aegypti (LIRAa), duas capitais fizeram por armadilha e quatro não enviaram informações.

Matão, Monte Alto, Vista Alegre do Alto e Jaboticabal estão com o IIP acima do desejável. Taquaritinga, segundo o Departamento de Vigilância Epdemiológica, está com 80 casos, mas o IIP é menor de 1%.

 

Veja a avaliação das cidades em alerta ou em risco da região no LIRAa:

Ituverava (SP) – 1,0

Pradópolis (SP) 1,1

Guariba (SP) – 1,2

Cássia dos Coqueiros (SP) – 1,3

Restinga (SP) – 1,4

Taiaçu (SP) – 1,4

Franca (SP) – 1,5

Vista Alegre do Alto (SP) – 1,5

Batatais (SP) – 1,6

Igarapava (SP) – 1,6

Guará (SP) – 1,8

MATAO (SP) 1,4

Sales Oliveira (SP) – 1,8

São Joaquim da Barra (SP) – 1,8

Miguelópolis (SP) – 1,9

Guaíra (SP) – 2,0

Nuporanga (SP) – 2,0

Fernando Prestes (SP) – 2,1

Pitangueiras (SP) – 2,3

Cravinhos (SP) – 2,5

Monte Azul Paulista (SP) – 2,6

Taquaral (SP) – 3,3

Monte Alto (SP) – 3,4

Orlândia (SP) – 3,4

Brodowski (SP) – 3,6

Colina (SP) – 3,7

Pontal (SP) – 3,8

Bebedouro (SP) – 4,4

Barretos (SP) – 4,7

Ribeirão Preto (SP) – 5,3

Jaboticabal (SP) – 8,0

Jardinópolis (SP) – 8,3

 

Com informações do Jornal Cidades

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *