Em Taquaritinga (SP): Escolas estaduais têm baixa evasão escolar durante a pandemia, diz DRE

Mesmo com as dificuldades impostas pela aprendizagem remota durante os três semestres escolares que as instituições enfrentaram devido à pandemia de Covid-19, as escolas estaduais de Taquaritinga/SP registraram baixa evasão escolar. As informações são da Diretoria Regional de Ensino que, além do município, abrange as cidades de Borborema, Cândido Rodrigues, Dobrada, Fernando Prestes, Ibitinga, Itápolis, Pirangi, Santa Ernestina, Tabatinga e Vista Alegre do Alto.

De acordo com a professora e dirigente da pasta, Maristela Gallo, o bom índice de permanência (presencial e online) dos estudantes nas instituições deve-se, principalmente, a busca ativa feita pelos profissionais da Educação, bem como o acompanhamento constante das atividades e o contato direto com os responsáveis pelos alunos.

Em Taquaritinga/SP, a rede estadual atende cerca de cinco mil estudantes do 6° Ano do Ensino Fundamental ao 3° Ano do Ensino Médio; desse total, menos de 10% não estão com as atividades em dia.  

“Nos deparamos com diversos fatores inseridos na evasão escolar, seja pelo luto ou pela falta de acompanhamento familiar, mas o principal deles é onde o aluno precisou se inserir em alguma atividade remunerada para auxiliar na renda do lar. Teremos uma maior clareza da situação quando as aulas retornarem a forma presencial, o que deve ocorrer já no próximo semestre”, disse em entrevista ao Jornal Tribuna.

As escolas oferecerem duas opções para que os alunos mantenham as atividades em dia durante o ensino remoto; online (através das aulas ministradas por plataformas digitais) e a retirada das atividades em cada instituição. Independente da maneira escolhida, os pais ou tutores são os responsáveis por manter as tarefas atualizadas e garantir que o estudante acompanhe o conteúdo.

Quando a direção escolar não consegue solucionar a evasão e trazer o aluno de volta, o caso é encaminhado ao Conselho Tutelar, para que a equipe entre em contato com a família e tome as providências cabíveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *