Trabalho no campo: setor agropecuário deve gerar mais de cinco mil vagas em Taquaritinga (SP) neste ano

Mais de cinco mil pessoas devem ser empregadas neste ano para trabalharem no setor agropecuário de Taquaritinga (SP); é o que revela o presidente do Sindicato Rural, Marco Antônio dos Santos.

De acordo com ele, as safras frutíferas ocorrerão em todos os meses do ano e colaboradores serão contratados para a colheita de limão, manga, cana-de-açúcar, goiaba, entre outras. As oportunidades são destinadas, principalmente, para colhedores e tratoristas. “O setor agropecuário é o que mais emprega na cidade, pois gera vagas de trabalho durante todo o ano. São empregos temporários que, geralmente, duram uma safra específica, mas na maioria dos casos, os trabalhadores já iniciam em outro local quando terminam o serviço em uma propriedade”, explica.

Slider

Atualmente, estima-se que mais de duas mil pessoas estejam contratadas permanentemente nas propriedades rurais do município, desenvolvendo serviços como caseiros e cuidadores da área. São quase mil propriedades ao redor da cidade; desse total, cerca de 40% estão arrendadas para o plantio de cana-de-açúcar.

A contratação fica a cargo de cada produtor rural que irá empregar o colaborador. Com os avanços da tecnologia no campo, os agropecuaristas procuram, cada vez mais, mão-de-obra qualificada e que tenha experiência no serviço.

Pensando em ampliar as oportunidades para essa classe trabalhadora, o Sindicato Rural oferece capacitação gratuita aos trabalhadores que tiram o sustento da família através do trabalho no campo. No ano passado, cerca de 833 alunos estiveram presentes em quarenta e sete cursos gratuitos ministrados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR). Em 27 anos de parceria com a entidade, foram mais de seiscentos e quinze cursos realizados, formando mais de 11.793 participantes com certificação e totalizando um investimento de R$1.861.120,94. 

Inscrições abertas:

Neste mês, três capacitações já foram finalizadas no Sindicato Rural, formando quase cinquenta pessoas. Os cursos são destinados para homens e mulheres, experientes e inexperientes em relação ao trabalho no campo. Durante o período de estudo, os alunos também são contemplados com café da manhã, almoço e material didático gratuitos.

Para participar, o trabalhador deve apresentar xérox do seu CPF e RG na recepção do escritório, localizada na Rua da República, número 1197, centro da cidade. Para os cursos de tratores e GPS, também é obrigatória a apresentação da CNH (A ou B).

O aluno também poderá se inscrever em mais de um curso, caso lhe interessar. Confira a agenda de cursos até o mês de Abril e atente-se ao prazo de inscrição de cada um deles:

Fevereiro:

Operação e manutenção de tratores agrícolas – (Idade mínima: 18 anos) – Inscrições até dia 28 de Janeiro;

Alimentação- Soja (Idade mínima: 16 anos) – Inscrições até o dia 4 de Fevereiro.

Março:

Operação de Máquinas Agrícolas em Agricultura de Precisão – GPS (Idade mínima: 18 anos / Importante: É necessário ter concluído o curso de operação e manutenção de tratores) – Inscrições até o dia 11 de Fevereiro;

Aplicação de Agrotóxicos: Uso Correto e Seguro – (Idade mínima: 18 anos / Idade máxima: 60 anos) – Inscrições até o dia 17 de Fevereiro;

Artesanato Com Madeira Maciça Reciclável: (Idade mínima: 18 anos) – Inscrições até o dia 17 de Fevereiro;

Aplicação de Agrotóxicos com Pulverização de Barras: (Idade mínima: 18 anos / Idade máxima: 60 anos / Aluno deve ter concluído o curso de NR 31) – Inscrições até o dia 17 de Fevereiro.

Abril:

Processamento Artesanal de Milho: (Idade mínima: 16 anos) – Inscrições até o dia 24 de Março;

Operação e Manutenção de Tratores Agrícolas: (Idade mínima: 18 anos) – Inscrições até dia 24 de Março;

Operação de Máquinas Agrícolas em Agricultura de Precisão – GPS (Necessário ter concluído o curso de Operação e Manutenção de Tratores) – Inscrições até o dia 24 de Março;

Culinária Regional – Alta Araraquarense – (Idade mínima: 16 anos) – Inscrições até o dia 7 de Abril.

O cronograma de cursos completo está disponível na página do Sindicato Rural no Facebook. Mais informações podem ser obtidas através do telefone (16) 3252-2175 ou (16) 9.9993-5119.

Deixe uma resposta