Programa de Preservação ambiental da Fatec Taquaritinga (SP) bate recorde e arrecada quase 100 quilos de pilhas e baterias de celulares

Não é de hoje que a comunidade do município de Taquaritinga (SP) e entorno reconhecem a Faculdade de Tecnologia (Fatec) da cidade como uma instituição que pratica Responsabilidade Socioambiental.

Através do projeto de sustentabilidade idealizado e desenvolvido pelo Prof. Dr. André Luiz Oliveira e que congrega os quatro cursos superiores da unidade (Produção Industrial, Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Agronegócio e Sistemas Para Internet), diversas ações de caráter ambiental já foram praticadas, dentre as quais podemos citar: palestras com a temática “desenvolvimento sustentável”, plantio de mudas nativas, descarte correto de resíduos, campanhas de conscientização, comemorações relativas a datas específicas (dia mundial da água e dia mundial do meio ambiente), conquista do selo de Instituição Socialmente Responsável (outorgado pela ABMES – Associação Brasileira das Mantenedoras de Ensino Superior), dentre outras.


Neste semestre, mais especificamente no mês de Março, uma ação específica se destacou na luta por um meio ambiente equilibrado.
A FATEC Taquaritinga, por meio do projeto citado, arrecadou aproximadamente 90 quilos de pilhas e baterias de celulares a serem enviadas para o descarte correto. Embora o projeto tenha sido implantado no ano de 2012 (permanecendo ativo desde então), nunca houve
o recolhimento de uma quantia tão significativa, o que representa muito para o meio ambiente e traz grande satisfação a todos os envolvidos no projeto.


De acordo com o responsável pelo projeto, Prof. Dr. André Oliveira, a estimativa é de que esta quantia tenha sido acumulada durante os últimos 6 meses, o que se trata de algo considerável, ante o montante de material recolhido. Esses materiais, em contato com o solo, podem se romper e liberar substâncias contaminantes (metais pesados), como chumbo, mercúrio, níquel e cádmio, todos capazes de causar doenças renais, cânceres e problemas relacionados no sistema nervoso central. Além disso, possuem potencial de degradação ambiental, com risco inclusive ao lençol freático em caso de percolação. Para o sucesso desta iniciativa, foi imprescindível a conscientização e sensibilização de toda a comunidade fatecana, desde alunos até os demais colaboradores e docentes da unidade, que já se habituaram a descartar suas pilhas e baterias inservíveis nos “cata-pilhas” instalados nas dependências da FATEC Taquaritinga.

Segundo a Diretora da Unidade, Professora Dra. Luciana Aparecida Ferrarezi Muzatti, “a Fatec Taquaritinga não tem como função precípua apenas oferecer ensino tecnológico de alta qualidade, mas preocupa-se também com a formação de cidadãos éticos e conscientes, que possam ser efetivamente agentes de transformação social. Sob essa perspectiva, sempre serão bem-vindos projetos que façam com que a Unidade da Fatec Taquaritinga possa ser um instrumento para a construção de uma sociedade mais justa, fraterna e igualitária, em especial os que possam agregar benefícios sociais diretos, como a conservação do meio ambiente” – complementa a Diretora da Instituição.


Superadas as etapas de arrecadação dos materiais, o projeto providenciará o envio para descarte correto, longe de qualquer possibilidade de contaminação ao meio ambiente, objetivando a preservação da qualidade de vida para as futuras gerações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *