Prefeito de Matão (SP) é absolvido na Câmara Municipal, mas ainda terá que dar explicações ao Ministério Público

Os onze vereadores da cidade de Matão (SP) decidiram o futuro do atual prefeito do município, José Edinardo Esquetini (PSB), na noite da última quinta-feira (13). A reunião marcada para a votação de nove denúncias feitas contra o político durou mais de 6 horas, com início ás 19h e término ás 2h20 de sexta-feira (14).

 

As denúncias foram elaboradas por um grupo, liderado pelo vereador cassado Alexandre De Cinque, que deram início a Comissão Processante (CP), criada no mês de Setembro deste ano. Segundo o atual presidente do Legislativo, o vereador Valter Luiz Trevisaneli, com a decisão, todas as acusações serão arquivadas a partir desta sexta-feira (14). Entre as irregularidades apontadas estavam a nomeação de cargos comissionados, contratação de shows musicais e serviços públicos, descumprimento de normas ambientais e falta de medicamentos e serviços de saúde.

 

Para a cassação do mandato do chefe do Poder Executivo, eram necessários um total de 8 votos. Os vereadores Agnaldo Navarro, Cleuza Salatta, Luís Manzini, Ednaldo Leão da Rocha e Sidinei Calabres se posicionaram a favor de Esquetini; já os vereadores Ana Maria Mondini, Jonas Garcia Filho, João Silvério do Carmo Filho, Luiz Cerqueira, Sônia Moura e Valter Luiz Trevizaneli apoiaram o pedido de cassação.

 

Entretanto, mesmo com a absorção na Câmara Municipal, muitos casos já estão sendo investigados pelo Ministério Público, pela Promotoria do Estado de São Paulo e pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão Ao Crime Organizado de São Paulo (GAECO).

 

O número de pessoas no interior do auditório da Câmara Municipal, situada na Avenida Padre Nelson, foi limitado a 79 assentos. Portanto, muitos munícipes e integrantes da imprensa local e regional tiveram que acompanhar a sessão extraordinária por um telão disponibilizado do lado de fora do prédio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *