Policia Civil de Taquaritinga (SP) recupera retroescavadeira do SAAET roubada em fevereiro

A máquina estava na cidade de Matinhos no estado do Paraná

A Polícia Civil de Taquaritinga recuperou uma retroescavadeira roubada na manhã do dia 19 de fevereiro deste ano na cidade. A máquina, que pertence ao Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Taquaritinga (SAAET) e está avaliada em mais de R$ 150 mil, estava em uma casa na cidade de Matinhos, município do litoral do estado do Paraná, há cerca de 800 quilômetros de distância. 

Slider

Relembre o caso no link http://www.tribunaonline.net/policia-civil-investiga-roubo-de-maquinario-e-sequestro-de-funcionario-do-saaet-em-taquaritinga-sp/

No dia do roubo foi registrado do boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia e operador da máquina, funcionário do SAAET, declarou ter sido feito refém pelos bandidos.

As autoridades policiais iniciaram, de imediato, o processo de investigação para a elucidação do crime e, inicialmente, foram feitas algumas diligências com a ajuda de imagens de câmeras de segurança instaladas em imóveis pelos quais a quadrilha passou durante o trajeto.

O caminhão que realizou o transporte da retroescavadeira, com placas da cidade de Lins (SP), foi o primeiro a ser identificado pela Polícia Civil; porém, no decorrer das investigações, as autoridades receberam uma denúncia anônima relatando um crime de Homicídio ocorrido em Lins e que poderia ter relação com o roubo da máquina feito em Taquaritinga.

Em um trabalho conjunto dos Setores de Investigações de ambos os municípios, foi constatado que um empresário, tido como líder de uma quadrilha, foi morto depois em um ‘acerto de contas’ entre ele e seus comparsas. Ele foi atingido por diversos golpes de faca e, posteriormente, teve seu corpo queimado dentro do próprio carro. Segundo as informações, o rapaz não teria repassado o dinheiro combinado para os criminosos, referente ao roubo da máquina em Taquaritinga e de outro delito semelhante praticado na cidade de Lins no mês de janeiro.  

De posse de todas essas informações, a Polícia Civil conseguiu identificar o motorista do caminhão. Após ser intimado, ele prestou seu depoimento na SIG de Lins (SP), onde relatou que não sabia que a retroescavadeira era produto de roubo. Disse apenas que foi contratado para levar a máquina até a cidade de Matinhos, no Paraná, e que teria recebido R$ 5 mil pelo frete realizado. Além disso, ele indicou a pessoa que recebeu a mercadoria bem como o local onde ela foi deixada. A nota fiscal que o declarante possuía para apresentar a Polícia Rodoviária, caso fosse necessário, era falsa.

O receptador da máquina é Ademir Barbosa da Silva; um investigador da Polícia Civil paranaense que foi exonerado de seu cargo por envolvimento em outros delitos. A retroescavadeira foi encontrada na porta de sua casa na manhã da última terça-feira (4), depois que as autoridades policiais de Taquaritinga foram até Matinhos para dar continuidade nas investigações. Em depoimento, ele disse que adquiriu a máquina por R$ 30 mil e que iria utilizá-la para a locação de serviços prestados naquela cidade.

Máquina foi encontrada em residência de ex-investigador da Polícia Civil paranaense; ele foi preso pelo crime de receptação

Suspeitando da participação do funcionário do SAAET na execução do crime, a Polícia Civil de Taquaritinga, amparada em ordem judicial, efetuou diversas diligências na manhã de quinta-feira (6 de Junho) e conduziu o operador de máquinas à Delegacia para prestar depoimentos. Ao ser interrogado pelas autoridades policiais e diante das evidências que lhe foram apresentadas o mesmo confessou sua participação no delito.

Em seu depoimento, o taquaritinguense disse que conheceu um dos integrantes da quadrilha quando trabalharam juntos em uma empresa da construção civil aqui na cidade. Entretanto, o operador de máquinas fez questão de ressalvar que tudo nasceu de uma brincadeira, pois essa pessoa por algumas vezes lhe disse para “levar a máquina embora” e ele, em tom de brincadeira, concordava com ela. Afirmou ainda que só percebeu que a ‘brincadeira ficou séria’ quando se negou a entregar a máquina e o grupo passou a fazer ameaças de morte a ele e a seu filho menor.

Segundo o operador de máquinas, integrantes do grupo vieram do Paraná para executar o roubo 10 dias antes do ocorrido, mas diante da sua negativa, o crime não se consumou.  Ele ainda disse aos bandidos que contava com mais de 20 anos de trabalho na autarquia municipal e que não iria se envolver em ‘coisa errada’, pois poderia perder seu emprego. Sua fala causou a revolta dos mesmos, que disseram que, de um jeito ou de outro, voltariam para levar a máquina, o que se deu sem sua participação em 19 de fevereiro.

A máquina foi devolvida para o SAAET na manhã de quinta-feira (6 de Junho). O caso segue sendo investigado pelas autoridades da cidade.

Retroescavadeira foi devolvida para o SAAET na manhã desta quinta-feira (6)

Deixe uma resposta