Indivíduos atiram em carro da empresa de vigilantes que mataram participante de tentativa de roubo em Taquaritinga (SP)

Um trabalhador rural, de 35 anos, foi preso na noite de segunda-feira (30 de Setembro) acusado de tentar alvejar o veículo da empresa Rumo Logística, ocupados por duas pessoas, com tiros de arma de fogo. As vítimas fazem parte do quadro de funcionários dos vigilantes que mataram um indivíduo na noite de domingo (29) enquanto ele tentava praticar um roubo de mercadorias na linha férrea de Taquaritinga (SP).

Slider

Segundo as informações do boletim de ocorrência, os vigilantes (de 34 e 36 anos) estavam transitando com o veículo da empresa pela Rua Emílio Girotto (bairro Tennis Park) quando cruzaram com um VW/Gol e quase foram atingidos por cerca de três disparos de arma de fogo feitos pelos os ocupantes do automóvel.

Imediatamente, as vítimas seguiram para a Delegacia de Polícia e acionaram a Polícia Militar. No plantão policial foi constatado de que nenhum tiro atingiu o carro.

A equipe da PM, composta pelo Capitão PM Emerson Coelho e pelo Cabo PM Ferreira, se dirigiu para o local e passou a patrulhar em busca dos autores do delito. Ao acessarem a vicinal Dr. Horário Ramalho, as autoridades avistaram o veículo VW/Gol e um Ford/Versalhes transitando no sentido Santa Ernestina – Taquaritinga, sendo emitido o sinal de parada para os condutores dos automóveis.

O veículo Ford/Versalhes conseguiu se esquivar da PM; entretanto, o motorista do VW/Gol continuou transitando em alta velocidade, não respeitando os sinais de trânsito. Já nas imediações da Avenida Paulo Zuppani, o condutor perdeu o controle e danificou o carro, que “rodou” na via pública e ficou paralisado na Rua Otavio Cavalentino Martineli. O motorista saiu correndo, não sendo possível capturá-lo.

O passageiro não conseguiu fugir, sendo abordado no interior do veículo. Foi encontrada uma espingarda calibre 32 embaixo de um dos bancos, além de diversas lanternas e ferramentas no porta-malas. Com o indivíduo, foi localizada uma carteira com R$ 394 e um aparelho celular.

Em sua casa foi encontrada a quantia de R$ 1.714 em dinheiro e outros objetos de origem suspeita, que foram apreendidos pela PM. 

Ele foi encaminhado para a Delegacia, sendo ouvido pelo Delegado plantonista acompanhado de sua advogada. O boletim de ocorrência foi registrado e o indiciado será apresentado em audiência de custódia.

O veículo foi levado para um pátio de recolhimento por conter irregularidades.

Deixe uma resposta