Duas pessoas são acusadas de participarem de roubo no distrito de Jurupema; veículo da família também foi recuperado

Dois rapazes, de 18 e 25 anos, foram detidos na manhã desta sexta-feira (15), acusados de participarem do roubo praticado em uma residência do distrito de Jurupema, em Taquaritinga (SP), na noite do dia anterior (14).

Segundo as informações policiais, os agentes da PM receberam a denúncia de que um carro Toyota/Corolla estava abandonado em um ponto da Rua Lilian Luci Lui, no Jardim Paraíso. Ao chegarem no local, as autoridades constataram que o veículo era produto do roubo ocorrido na quinta-feira (14).

Um rapaz, de 19 anos, foi abordado próximo ao automóvel e acabou indicando as pessoas que deixaram o carro estacionado na via pública. Ele disse ainda que receberia a quantia de R$ 300 para vigiar o veículo.

Em buscas internas nas residências dos suspeitos, localizadas no Jardim Paraíso II e no Jardim do Bosque, bem como em uma casa abandonada, os policiais apreenderam quase todos os objetos pessoais que também foram levados pelos ladrões durante a ação.

Os acusados foram detidos e apresentados na Delegacia de Polícia, onde foram indiciados pelo crime cometido. Mais tarde, ambos foram apresentados em audiência de custódia, sendo que somente o jovem, de 25 anos, morador do Jardim Paraíso II, permaneceu preso. O caso continua sendo investigado pela Polícia Civil.

O caso: O crime ocorreu por volta das 20h15, em uma residência da Rua Santos Dumont, no distrito de Jurupema. Segundo as informações de uma das vítimas, de 65 anos, que compareceu na Delegacia de Polícia para registrar o boletim de ocorrência, ela estava acompanhada de mais seis pessoas na cozinha da referida casa, onde estava ocorrendo uma demonstração de vendas de colchões magnéticos. Em determinado momento, duas pessoas armadas invadiram o imóvel e anunciaram o assalto. Um dos bandidos ficou vigiando os reféns enquanto o outro meliante se apossou de um lençol e, após rasgá-lo em tiras, amarrou os pés e as mãos das vítimas. Uma senhora, de 92 anos, foi amarrada em uma cadeira.

Os bandidos apontaram os revólveres para as cabeças dos reféns, exigindo os celulares e as carteiras de cada um deles, além das chaves de um veículo Toyota/Corolla, de cor prata, que estava estacionado em frente à residência e que era propriedade de uma das vítimas. de 55 anos.

Depois de subtraírem diversas peças de vestuário feminino e masculino, bolsas, cartões de crédito, folhas de cheques, documentos pessoais e telefones celulares, a dupla de criminosos fugiu do local com o automóvel, tomando um rumo desconhecido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *